ARGENTINA PARAGUAI E CHILE

Ana: minha viagem 

Quando o Dilter começou a programar essa viagem, procuramos amigos companheiros para compartilhar. No entanto,  encontramos vários casais motociclistas que até programaram para ir conosco, porém, cada um tinha um problema que não dava (uns não tinham disponibilidade naquela data,  o financeiro,  não tinham preparo físico e outros coragem…!!!). Isso mesmo coragem, fomos taxados de loucos por muitos, principalmente eu que sou mulher e ainda ir na garupa de uma motocicleta, que exige além da coragem, preparo físico e muita confiança no piloto que é o principal para fazer uma viagem tranquila sem maiores transtornos, e ainda numa região geograficamente  diversificada, onde  passamos por rios planícies, montanhas, desertos, cordilheira e até o mar do Pacífico. Tivemos a oportunidade de ver de perto  paisagens inesquecíveis.

Não sou garupeira de motociclista por amor, aprendi a gostar com o Dilter, que tem grande paixão por moto desde a adolescência, nem mesmo sei pilotar qualquer moto grande ou pequena, para mim andar na garupa já é uma grande proeza.

Toda viagem tem que ser programada ” tim tim por tim” para  não dar nada errado, a nossa foi uma beleza deu tudo certo, como o programado. O Dilter é detalhista, fez toda a programação para não dar nada errado.

A tensão maior da viagem é a saída, o estresse é grande, por que não podemos esquecer coisas importantes que farão falta no percurso, e ainda não sabemos como vamos nos comportar diante das mudanças geográficas e climáticas e o estado emocional sempre fica alterado, nesse momento temos que ter muita cautela e paciência um com o  outro, mas no fim tudo da certo……heheheheh.

Então, depois das experiências que já tive nessas viagens,  eu digo que qualquer mulher pode fazer o mesmo, é só não se sentir  “louca”, e encarar com determinação e muita coragem, e vontade de conhecer o novo e acrescentar em suas vidas novas experiências, que nos dá a oportunidade de ter um novo olhar para si mesma e para o mundo.

Agradeço a todos que compartilharam conosco esta viagem e torceram para que tudo desse certo.

Um grande abraço a todos

Ana

Dia 16 de Novembro 2012 – Foz do Iguaçu a Campo Grande

Fim de festa.   Chegamos em  Campo Grande por volta das 16 horas, num calor terrível.     Inteirinhos, pouco cansado, com muita saudade de todos e de nossa casa.   Concluindo nossa viagem, andamos  7,542 Kms, nessa BMW GS 1200, sem problemas nenhum, foi só colocar gasolina e andar, nenhum parafuso afrouxou (não é uma Harley, claro!).   O Pneu que trocamos foi desgaste natural.  Nota 100 pra GS, moto ideal pra esse tipo de viagem.

almoço em Dourados no Knoa
16.912 – 9.370 = 7.542 Kms rodados em 16 dias, média de 471 kms por dia
a poderosa

Até breve, amigos!!!    O que não vai demorar, aviso voces!!!

abraço a todos

Dilter & Ana

Dia 15 de novembro 2012 – Federal (Argentina) a Foz do Iguaçu (Brasil)

Rodamos somente 1.030 kms hoje em estradas de todos os tipos.   Esse norte da Argentina é meio largadão, teve uns 150 kms de estradas com trepidações e alguns buraquinhos, teve pista dupla,  e afinal  andava de 130 a 180 kms/hora.      Nossos corpos resistiram bem,  a Ana já está acostumada a essas kilometragens.   Importante é que o clima está bom, só mesmo chegando em Foz do Iguaçu que sol quente pegou mesmo.

Fomos além disso, chegamos até Mal. Rondom, onde estamos pernoitando depois de uma cervejada brasileira (Skol).

Amanhã chegaremos em casa, ai que saudades da minha cama, da comidinha caseira.

Cheguei em Foz e liguei meu telefone depois de 15 dias, como é bom  isso!!!

passaporte carimbado

amanhã acho que a gente fecha essa pagina, e na semana que vem já começaremos a montar outra viagem, de moto, é claro!!

Dia 14 de novembro – Villa Mercedes a Federal

Andamos 960 Kms, de Villa Mercedes, passando por Villa Maria, Rosario, Santa Fé, Paraná e chegamos em Federal.    É Federal mesmo.

Passamos no túnel sob o rio Paraná entre Santa Fé e Paraná, duas ricas cidades, mas não deu muita emoção….

entrada no tunel
no tunel
o gps mostrando que estamos sob agua

Boas estradas, região produtora de soja, milho, trigo e pecuária, nas autos pistas a velocidade é livre, mas um guardinha da Policia Caminera me pegou.     Ultrapassagem na faixa dupla, e ainda bem que eles não tem radar, senão era outra multa.     É a minha primeira multa,  internacional, é claro!!!  São 691 pesos…

a multa, e a Ana registrou
a multa: não sei vai pagar….

O tempo estava ótimo,  sol e temperatura de 18 a 27ºC, boa até pra dormir, como a Ana fez na Garupa.

Fizemos um city tour, em Federal, irk, e como estamos cansados , tomamos muito vinho  e comemos um parrilada de vacio, pra dormir.

Amanhã pretendemos chegar a Foz do Iguaçu. São mais 900 Kms.

abraço a todos

Dia 13 de novembro 2012 – Santiago (Chile) a Villa Mercedes (Argentina)

Ufa!!   que saudades daquele arroz com feijão e um ovo frito!!!!     Levantamos bem cedinho e partimos, e ficamos 01 hora rodados em Santiago procurando a porra da saída da cidade.   Depois de perguntar pra umas vinte pessoas, conseguimos…..   Não tem placa nessa m….. e muita rotatória com trocentas saídas, mais no final tudo deu certo.   Hoje fizemos 760 Kms, sendo que 300 na cordilheira com caracoles e mais de um milhão de curvas, e vamos  dormir daqui a pouquinho em Villa Mercedes, uma cidadezinha legalzinha, mais depois de  percorrer todos os hoteis da cidade, horríveis, achamos um mais ou menos.

Passamos pelo Aconguagua, mas tinha que subir  400 metros a pé pra tirar uma foto oficial, e tiramos de longe mesmo.

Meu GPS, anotem a marca, ORANGE, é um b….., tem hora que dá vontade de arrebentá-lo, erra demais, e briga muito comigo, as vezes eu ganho, e as vezes ele sifu…

A Ana já está cansando, dói a bunda, dói a perna, deu herpes, mas não reclama…..

Hoje só tem a fotinha do acongagua, estamos cansando de tirar fotos……

Ah, fomos comer uma pizza nessa m… de cidade, na melhor pizzaria, e o pizzaiolo ainda não tinha chegado, aproveitamos e comemos um mantanblito de cerdo com dois litrão de Budweiser, e vamos dormir, que amanhã tem mais 1000 kms em cima da BMW…..

ta vendo aquele branquinho lá no fundo? é o aconcagua
essa estradinha tem 400 metros e é subida, então vai ser só até aqui mesmo….
da placa ficou mais fácil….

Depois dessas fotos resolvemos subir  os 400 metros e chegando lá com essa calças pesadas, acabou a bateria da máquina…… hoje não teve mais fotos, nem dos 18 kms de estradas que errei por que não vi a placa, era no Chile e lá eu tava sem GPS….

Tomara que o Heitor já definiu nossa viagem pro ano que vem……

Amanhá vamos atravessar o Rio Paraná por um túnel debaixo do rio…..     A máquina já está carregando…..

Depois desse pique de hoje, fechando com uma BUdweiser, ainda  estou inteiro….  isso é academia!!! todos os  dias as 6 da manhã!!!

beijos pra todos

Dia 12 de novembro 2012 – Valparaiso e Viña del Mar

O Chile é país diferenciado da América Latina, o povo é mais instruído, a economia mais estável, e as cidades são limpas e pelo que vimos não há corrupção neste país.   Hoje, contratamos uma empresa de turismo que nos levou exclusivamente a um passeio em Valparaíso e Viña del Mar, com uma SUV Chevrolet Orlando LS, fabricado na Coréia.   Aqui não tem nenhuma fabrica de carros, o imposto é baixo, não desemprego, então é melhor importar, não do Brasil, nem Argentina, mas dos EUA, Alemanhã e Coreia. .      Passamos pelo ruta del vino, onde visitamos a Vinícola Veramonte, do Famoso vinho Primus.  Seguindo para Valparaíso , cidade portuária, e depois Viña del Mar, cidade turística muito bonita.

Na vinicola Veramonte
vista do porto de Valparaiso
no relogio das flores em Vi^na del Mar
com as rosas na vinicola

almoço em Vina del Mar, com linguado e Congrios
molhei os pés no Oceano Pacífico
Vina del Mar

Vina Del Mar, limpa e bonita
No Moai, trazido da Ilha de Pascoa
no Casina em Viña del Mar
Na SUV Chevrolet Orando LS do Hugo que nos levou a todos os lugare de Valparaiso e Vina del Mar durante o dia todo.
No centro comercial de Santiago

Aqui no Chile tem mais brasileiros passeando do que no Brasil trabalhando, nunca ví nada igual, tem brasileiro pra todo lado.

E aí fechamos com um jantar a base de Salmão fresco do Chile, Canelone de ESpinaca, e o vinho reserva  Castillo de Molina, do Vale de Rapel…..

Amanhã, começamos nosso regresso, voltaremos A Mendoza, passando pelo Aconguagua.

então se vamos……

Dia 11 de novembro 2012 – Mendoza a Santiago

Pois é, hoje passamos frio na cordilheira (8ºC), e calor chegando em Santiago (34ºC).   Saimos de Mendoza às 8 da manhã, e foram os 300 Kms mais bonitos que já andei de moto.    Na aduana foi um saco, mais de 01 hora, tem que passar por 4 setores, muita gente de onibus, muitas motos, muita fila, e no final minhas bagagem foram fiscalizadas pelo pessoal do Ministério da Agricultura, é mole?   Na hora lembrei do meu amigo João Hilário do MAPA.

Em La puente de Inca

Los caracoles

Bagagem Fiscalizada pelo Ministério de Agricultura Chileno na Aduana
aduana

Essa vai para o Poster

Santiago, do nosso hotel

Andamos pelo centro de Santiago e pra fechar  umas cervejinhsd porque tá calor por aqui, regando um salmãozinho chileno, porque ninguem é de ferro…..

Dia 10 de novembro 2012 – Mendoza sem moto

Sabadão, cansadão, tiramos o dia para descansar, relaxar, dormir e preparar para cruzar a cordilheira amanhã.       Vamos dar uma pequena paradinha no Aconcagua, de longe, é claro.

Em Mendoza, carros velhos é o que tem. A Ana gostou desse aí. Solos e Agua com teor de PH alto não enferruja carros, podia ser assim com as pessoas….

Fomos para as lojas, a Ana fez as unhas, muitos shows de tangos argentinos pela cidade, e na praça tinha um evento carnavalesco com exibição de escola de samba de Corrientes, que dizem ser o melhor da Argentina.   Mas samba que é bom, uma m….  As mulheres são até mais ou menos, e dançavam semi nuas num frio do cacete cheia de penas.

Jantamos um Cierdo a o molho de hongos e mais um monte de coisas, com um malbec, claro!!!

E Chegar por hoje, vamos dormir mais cedo, porque amanhã o bicho pega……..

Dia  9 de novembro 2012 – San Raphael  e El Nihuel

Andamos muito hoje, mas não foi aquele dia especial.  As 9 da manhã aquele solzão, e lá vamos nós a San Rafael, de repente, o tempo começa a mudar,  esfriar, e no caminho voltamos pra buscar mais roupa de frio.   Até San Rafael são 230 Kms, e como já fizemos de quase tudo que tem em Mendoza, vamos ganhar um dia, mas o bicho pegou, aquele vento de ontem trouxe uma frente fria.  Ontem as 17 horas tava 39ºC, e hoje às 11 horas já está 18ºC, e lá vamos nós, todo agasaiado, e a temperatura descendo.   Lembrei na hora do Danilo na Serra do Rio do Rastro SC, com chuva e frio, ele de tenis, sem capa de chuva, uma luvazinha fuleira, tremendo de frio, com febre  e com uma tremenda caganeira, é mole ?

Passamos por Tunuyan, San Carlos e Chegamos a San Rafael.   Fomos direto pra Cordilheira, sentido Dique  El Nihuil.     E a temperatura descendo, 11ºC, e pra variar um pouquinho peguei mal a programação, andamos mais 60 kms e chegamos no lago, e lá não tinha porra nenhuma, nem mesmo um comedor, isto é, um restaurante.   O programa era descer por estradas de  piedras, passando pelo Canõn, e seguindo o rio Atuel por 60 kms.   Começamos a descer e a Ana proibiu a sequencia(ela ainda manda).   Tinhamos que ter feito o inverso.     Voltamos, passamos por San Rafael e  voltamos à Mendoza.    Andamos pra c…. e não tivemos um aproveitamento que queríamos, tambem pudera, todo dia dar tudo certo, é impossível.     Tava tão frio que até às fotos foram poucas.

Em Mendoza, 18ºC, fomos a feirinha na praça Independencia, e depois fomos jantar um Bife de Chorizo com um Malbec, ruim heim!

No dique El Nihuil
Descendo ppr estradas de pedras no Canon del Atuel
eu até encarava, o trem era feio mesmo, mas a Ana bateu o martelo: NÃO!
Em San Rafael
Ainda passamos na Bodega da Bianchi em San Rafael

nessa epoca, só dá caminhão de Ajo nas estradas, todos novinhos….

Amanhã, preparação para atravesar a cordilheira domingo.    Como está frio aqui, vamos tomar vinho……

dia 8 de novembro – Bodegas (Lujan de Cuyo) y Uspallata (las Heras)

Hoje teve emoção e aventura.        Fomos a Cordilheira dos Andes, andamos  por 120 kms e chegamos em Uspallata.   As estradas pela cordilheira, caminho do Chile é um espetáculo, paisagens de todas as cores.   Só vendo mesmo, não adianta eu tentar explicar.

Ana limpado as malas: 6º mandamento do Garupa!!!

lá onde o trem passa….

Em Uspallata resolvemos aventurar, fomos  até a antiga estrada rumo a Mendoza, estrada que passa o rally Paris-Dakar.    Cascalhão e lá estavamos, andamos 13 kms, a unica alma viva que vimos foram uns cavalos pela estrada.    O Local chama-se Siete Colores, cores das piedras, vegetação, vejam só as fotos.   Mas ao vivo é mil vezes mais bonito. Quando parei pra pensar, dei meia volta  e voltamos, duro que a Ana Topou…..  somos loucos….

dizem que sou louco….
Então a Ana tambem é….

temos muitas fotos desse lugar onde passar o rally paris-dakar, de cores mórbidas que mudam a cada 200 m.

Passamos em Potrerillos, uma cidadezinha pequeníssima, que tem um lago enorme, um dique que recebe a água da cordilheira e depois distribui.    Lá pegamos uma tempestade de ventos, que depois ficamos sabendo que estava previsto para hoje a tarde a amanhã

no lago dique de Potrerillos
aqui em Potrerillos pegamos uma tempestade de ventos muito forte. Saimos rapido e fomos a rodovia e de vez em quando aquelas rajadas de ventos quase que nos derruba. Coisa pra macho mesmo!!!

Na volta passamos por Lujan de Cuyo,  a capital do Malbec, Lá as vinicolas mais importantes argentinas, como a Chandon, Norton, Terrazas, Ruca Malen, Séptima, Clos de Chacras, e outras.   Fomos recepcionados pela Séptima, exclusivamente, pois chegamos quando um grupo de coreanos estavam finalizando a visita.     Então aquele jeitinho brasileiro, a tica Mariana, simpaticíssima  deu-nos a maior atenção e ficamos conversando por horas.    Degustamos todos os vinos inclusive o gran reserva, que ela abriu especialmente para nós. É mole?

Na Bodega Septima, exclusividade!!!
Gran reserva, só pra diretoria!!
com a Mariana na Bodega Septima, simpaticissima
|Meu amigo Jonas Bandeira da Rocha, de Brasilia, aqui na Séptima foi custo zero, 0800, e tratamento vip…..
aqui a degustação foi 100%. Tom
amos todos os espumantes, e saimos meio grog….
no final ainda dei umas recomendações na condução da videira
ao fundo a cordilheira dos andes e suas geleiras…. aqui 37ºC

Depois de um dia bastante cansativo, mais foi o máximo.  Ficamos sabendo que estava previsto para hoje a tarde e amanhã uma tempestade de ventos, que pegamos um pouco na estrada.

Lembrei-me hoje do Heitor, que ia adorar esse dia…..  Danilo, vc tem que ir pra academia urgente!!!

Muito calor, 37ºC nas  montanhas, e muito sêco, temos que tomar agua a todo momento, agora pensa isso ás 4 da tarde, tava de rachar…..

O GPS errou um monte de vez, nesses 20 Kms pra chegar em Mendoza, acho que foi o vinho….

Chegamos em Mendoza, deixei a Ana no Hotel para descansar, e fui atrás de um tecnico de informatica para colocar o mapa do Chile no GPS.    Compramos essa porcaria de Orange, né Heitor, e ninguem consegue fazer, se fosse um Garmim seria fácil, então se, vou ao Chile sem GPS, que me salvou em todos os lugares….

Depois de tudo isso, fomos jantar no Ceibo, trutas e mais um bom vinho…..

Muito bom mesmo!!! recomendo…..

Hoje a Argentina inteira está de protesto, eu tambem estou com ele…. Governo fdp!!

Estamos com saudades do Andrei……..   Ana Laura………Ana Julia,,,,,,,,,Ana Lais……. Elisa…. Erica…..e todos…

Dia inesquecivel!!!!

Amanhã, vamos A San Rafael, uma pequena mudança na programação….

Dia 7 de novembro de 2012 – Mendoza

Estamos bem acomodados em Mendoza, bem no centro da cidade perto das praças independência e Itália.   Hoje começamos a conhecer a cidade, passeamos pelo comércio, e a tarde fomos ao Parque San Martin, que é imenso.   Subimos de moto no Cerro de la Glória, 985m de altitude, que dá uma visão  da cidade e da cordilheira.                No almoço fizemos uma extravagância, e chegamos meio estragadinhos……

No parque San Martin
Sistema de irrigação das arvores da cidade. A cidade é um deserto. Agua só a quem vem do degelo da cordilheira, que irrigadas as plantações, abastece a cidade e irriga as arvores da cidade.
Pq San Martin
No Cerro de la Gloria
Monumento aos soldados heróis da Cordilheira dos Andes

Cerra de la Gloria, ao fundo a Cordilheira de los Andes
descendo o Cerro

Agora andar nessa cidade, precisa mesmo de GPS, que sem ele táva f…..       Tem hora que as ruas são confusas que o GPS fica na dúvida, e erra…..   ahahahah    O Sol aqui é muito quente, e não é mole andar de moto, ficar nestes semáforos demorados.  As 20:30 o Sol ainda está lá, quentinho….   Os argentino costumam sair de casa depois da 10 da noite, hora que nós já estamos quebradinhos….

Ahora, Depois de um Malbec Alma Mora, da finca Las Moras, chega, poque amanhã tem chão…..

Dia 6 de novembro de 2012 – Carlos Paz a Mendoza

Levantamos cedinho e partimos para estrada.   Escolhemos o caminho mais aventureiro, o caminho das serras, passando por Villa Dolores, Quines, Lujan e Encon.    Foram 620 Kms, mais perto do que o caminho pela Auto Estrada.        Foi perfeito, pegamos a região serrana de Villa Dolares, muito bonita por sinal, turística, os argentinos não tem praia e vem todos à s montanhas.   Depois de Quines, um deserto a ceu aberto, 40 ºC, e estradas sem movimento nenhum.     Contei nos 200 kms só 8 carrros, mas cheio de cabritos a beira da estrada.  Ficaram selvagens, e  até é perigoso o atropelamento,   Mas asfalto perfeito, sem nenhum defeito.

Chegando em Mendoza, depois daquele deserto já começamos a ver o  verde das plantações irrigadas da cordilheira, de videiras, alho, plátanos…..

Chegamos em Mendoza às 14:30 h  e deixei a Ana no Hotel pra descansar, enquanto fui trocar o pneu traseiro da moto que  esfarelou nas curvas, e lavar a moto que estava irreconhecível.

Depois de 2 horas procurando a m…. da concessionário da BMW num sol escaldante, fui mal atendido e não tinha nem pneu e nem dava pra lavar a moto.  Achei em outra loja..

Depois disso passei no hotel pegar a Ana, guardei a moto e fomos tomar umas geladas, porque hoje tava quente pra xuxu.

A Ana tambem já foi às lojas, mas o desespero dos argentinos é grande, a inflação aumenta todo dia, e não vendem mais nada.   A economia argentina está em Frangalhos.

Abraços aos filhos, genros, nora e netos.

Rose, a vida aqui tá boa, mas é cansativo essa rotina!!!!   abraço…

bye, bye.

bye

bye, bye

Em Mendozaa na praça Itália, relembrando 8 anos atras quanto estive aqui….

Quilmes, trincando….
a Stela é melhor….
Na praça Independência, boas vindas a Mendoza

Dia 05 de novembro de 2012 – Córdoba e Vila Carlos Paz

Hoje tínhamos programado um dia  sem moto, mas mudamos a programação e fomos de moto até Villa Carlos Paz a 50 kms de Córdoba.    Valeu o passeio, foi indescritível (isso mesmo!!), inenarrável (?),   Cidade turística aconchegante, paradisíaca, em torno de um enorme lago e próximo às montanhas, com muitas opções de passeios.   Fomos procurar as curvas, bota curvas nisso.      Danilo, aqui  vc não dava conta!!!   Cansei de ver a placa da moto,  e a Ana já estava com o pescoço doendo de tanto se inclinar pra cá e pra lá.   Fomos até a Mina Claveiro, El condor e o observatório, e no Caminho 100 curvas,  estradas fantásticas, que  a Serra do Rio da Rastro fica pra trás, heim!!!     Nas montanhas 21ºC e chegando em Córdoba 37ºC.

tanta curva que o GPS não dava conta

Em El Condor, a Ana e o Condor, dor de cabeça, dor na coluna, dor nas pernas….

Em El Condor conhecemos os brasileiros Jaime e Vera, que viajam de motohome e estavam vindo de Mendoza e Chile.    Muitos simpáticos eles, e depois que os deixamos fiquei pensando que quando as pernas não aguentarem mais, o motohome  é uma boa opção, mas isso daqui a uns 15 anos……

Em  Villa Carlos Paz, almoçamos na Parrila Luis III, conhecemos o Gerente  André, que é brasileiro e vive a 18 anos por essas bandas,  e nos disse que em Janeiro e Fevereiro a cidade recebe mais de  120 mil turistas.   Conversamos muito.    Antes porem,  visitamos o Lago, o centro comercial de Villa Carlos Paz,  e fomos ao Aerosilla, um teleférico que nos leva a um morro bem alto de onde temos uma linda panorâmica da ciudad.

No Lago San Roque da ciudad de Villa Carlos Paz
La ponte
en centro comercial de Villa Carlos Paz

no teleférico aerosilla

almoço no parilla Luis III em Villa Carlos Paz

Ainda perdemos muitos passeios, pois não deu  tempo.

Amanhã rumo a Mendoza, cerca de 700 kms.     Um abração a todos…..

Dia 4 de novembro – Esperanza a Cordoba

Hoje de manhã fomos visitar os pontos  turisticos de Esperanza.     Sempre tem encontros de moto por aqui.    Cidade muito bonita, limpa e cheio de Galeguinhos.   Aqui sim tem a onda verde nos sinaleiros, o Trad precisa saber como funciona.

nosso hotel em Esperanza

No centro de Esperanza

La catedral
Ana estreiando a nova capa de chuva, pena que choveu pouco….

Saímos a caminho de Córdoba, passamos em Frank, San Francisco, e chegamos em Córdoba pouco mais de 13:00 horas.   Estradas muito boas, bem sinalizadas e com pouco movimento, não sei se é porque hoje é domingo, ou a nafta tá muito cara por aqui.

Chegando em Córdoba, meu GPS, que tem o mapa da Argentina, me levou direto para o hotel.    Almoçamos uma buena pasta com um bom vinho, depois uma pequena descansada e fomos passear pelo centro de Córdoba, que é uma cidade grande, muito velha, e como tem alemão e italiano nessa cidade, só dá galeguinhos.  Fomos ao Shoping, mas tudo muito caro.   Amanhã vamos ficar por aqui, vai ser um dia sem moto.

Na praça San Martin, area central de Cordoba

Valeu Nelson & Meg.  Obrigado pela força…

Heitor & Nelci, sempre lembramos de voces, companheiros de viagem, pena que não estão conosco.       Agenda logo a nossa proxima viagem,  pra Italia, e  vão aprendendo a falar alguma coisa de italiano, por que eu  sou italiano e não sei falar nada… heheheh   abração

Dia 3 de novembro de 2012 – Assuncion (PY) a Esperanza (AR)

Levantamos de ressaca e partimos pra Argentina.  Passamos pela ponte do rio Paraguai, logo em seguida pela Aduana paraguaia e argentina.   Passamos por Clorinda, Resistencia, Reconquista, San Justo e viemos parar em Esperanza, uma cidadezinha simpática próxima a   Santa Fé, que um amigo argentino me deu a dica.  . Agora podemos descansar mais porque  Cordoba está só a 400 kms, e hoje é sabado e amanhã e domingo, e viva a la vida!!!!

ponte sob o rio paraguai

entrada de Resistencia
Resistencia: ao fundo o estadio que o Brasil veio jogar com a Argentina e não teve jogo por falta de energia elétrica
soneca depois de almoçar uma parrilada
Os girassóis da Argentina

olha a sujeira no parabrisa e o mapinha na bolsa que um amigo argentina me fez pra chegar em Esperanza

Tradução do dia: deficiente  aqui é discapacitado   (feio,né)

As estradas argentinas são ótimas, e hoje quase sem  o transito, sem policia  e rendeu que até ultrapassamos nossa programação. Rodamos 800 kms numa boa, mas estamos cansados, e  estamos  no Kassalta Hotel em Esperanza e vamos jantar e começar a degustação de vinhos.

A nafta (gasolina ) aqui na Argentina é muita cara, contrario do que prevíamos. O litro em torno de 6,80 pesos (3,40 reais)

Ana cansada, mas depois de um bom Malbec….
Jantar na Parrila Assado Criolo

Abração pro Danilo, e vê se trabalha bastante pra vir comigo na proxima!!!!

Dia 2 de novembro 2012 – Ponta Porã / Assuncion (Paraguai)

Amanheceu um lindo dia, tempo nublado, gasolina de 85 octanas, uma viagem muito boa.   As estradas do Paraguai são boas, só que descobrimos que o Paraguai tem um milhão de vacas pastando amarradas com corda na beira da rodovia.   E a vezes umas já domesticadas nem corda tem.      São muitos vilarejos na rodovia, e tem muito cachorros, galinhas, e gente mesmo atravessando a rodovia, alem de que todo cidadão paraguaio tem uma motoneta, mobilete, biz, sei lá….        Muito cuidado,  mas mesmo assim quase atropei um linda tica paraguaia que atravessava a pista bem tranquila sem se importar com nada.    Não fosse os freios ABS……    Tambem encontramos muita, mas muita mesmo, policia caminera, e trabalhando, é mole……    mas não nos incomodaram.

Chegando em Assunção por volta das 13:00 horas,  com aquele transito muito louco muito parecido com o da India, chegamos no Hotel Los Alpes, onde fomos almoçar e demos de cara com meu amigo Niltom do Ministério de Agricultura, que trabalha na sala ao lado da minha, e coincidentemente estava hospedado  no apto ao lado do meu.    Nilton estava a trabalho auditando a aftosa paraguaia.

a estrada é boa…..
A minha aposentada é bem resistente….
ao caminho de Assuncion
Tem vaca na pista

A tarde saímos para ver o centro histórico de Assunção, meu Deus do céu, o que é isto..  uma loucura, transito mais louco que já vi…..

ao fundo, Solano Lopes, o ditador que f…. com o Paraguai….

olha o transito

aqui bambem tem a merda do PT

A noitinha fomos ao Shopping fazer compras, mas como nossos bagageiros não cabem mais nada, nenhuma compra foi feita.

A noite fomos ao barzinho tomas umas beers

Ana no shopping em Assunção
com nosso amigo Niltom, tomando umas geladas….
Viva a vida!!!

Depois da Stela Artois vamos dormir, que amanhã tem mais 700 Kms de estrada e vamos adentrar pela Argentina.

Abração pro meu amigo Osvaldo, que era pra estar aqui comigo, mas como tem muitos compromissos, tem que ficar trabalhando mesmo…..

Abraço Tambem pro Heitor que deve estar se remoendo por não estar aqui, e pro Marcio que é enrrolado pra cacete…..

até amanhã…..

Primeiro dia de viagem  – 01 de novembro 2012 – Campo Grande / Ponta Porã

Enfim lá vamos nós para nossa viagem de moto ruma a Argentina e Chile.   O stress pra sair é muito grande,  aquela preocupação de não esquecer nada, mas depois que sai, o relaxamento é total.   Saímos de Campo Grande às 9:30 h, com promessa de muita chuva, e temperatura agradável de 27,5ºC.     Depois de Maracaju foi só chuva, mas sem nada que comprometesse a segurança da viagem.   a não ser a capa de chuva da Ana, novinha, que encolheu……

saida de Grande: velocimetro da moto com 9370 kms e 27,5ºC
Chegada em Ponta Porã sob forte chuva
muita chuva na estrada

Chegamos em Ponta Porã às 13:OO horas e após o almoço compramos uma capa Italiana mais adequada pra Ana.     Compras no Shopping China e depois aquela chopinho pra comemorar a aposentadoria da Ana que foi publicada no Diario oficial Hoje.   Afinal foram mais de 36 anos de trabalho, tem que comemorar. Hoje não conseguimos colocar nenhuma foto, mas amanhã colocaremos.      E amanhã sairemos cedinho para Assunción,   até lá…..

chopinho no Shopping China comemorando a aposentadoria da Ana

Quase tudo pronto! Quinta-feira, DIA 1º de Novembro é a largada.    Documentos, carteira de  habilitação internacional, carta verde, dolares, pesos, cartão de crédito internacional, hotéis reservados, aposentadoria da Ana, férias minha,  maleiros da moto, bolsa tanque,  kit de reparo de pneu, moto revisada, acho que não esqueci nada………

Olha o Projeto da viagem

Google Maps

VIAGEM ARGENTINA CHILE
Dia 01 – 5ª feira –  Campo Grande / Sidrolândia /  Ponta Porã                    230 Km
Dia 02 – 6ªfeira –   Ponta Porã /  Iby Yau /  Assunção PY                            816 Km
Dia 03 – Sab        – Assunção PY/ Formosa/Resistencia/ Reconquista AR  520 Km
Dia 04 – Dom       – Reconquista AR / Santa Fé  Córdoba AR                         673 Km
Dia 05 – 2ª Feira – Cordoba –
Dia 06 – 3ª Feira – Cordoba AR /  Mendoza AR                                               614 Km
Dia 07 – 4ª Feira –  Mendoza
Dia 08 – 5ª Feira –  Mendoza
Dia 09 – 6ª Feira  –  Mendoza
Dia 10 – Sab –          Mendoza
Dia 11 – Dom   –      Mendoza AR /  Santiago CH                                                359 Km
Dia 12 – 2ª Feira – Santiago
Dia 13 – 3ª Feira  -Santiago CH /  Valparaiso /  Los Andes CH                       258 Km
Dia 14 – 4ª Feira – Los Andes CH /  Mendoza /  San Rafael AR                      514 Km
Dia 15 – 5ª Feira – San Rafael AR /  San Luis AR /  Villa Maria AR               662 Km
Dia 16 – 6ª  Feira – Villa Maria AR /  Rosario /  Esquina AR                           692 Km
Dia 17 – Sab –          Esquina AR /  Posada AR /  Foz do Iguaçu BR                 892 Km
Dia 18 – Dom –         Foz do Iguaçu / Cascavel BR /  Campo Grande               636 Km

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: